10 janeiro 2008

O combate à PDM

Aleluia, aleluia! O suspiro deve ter saído em uníssono e ecoado por todas as ribeiras, ladeiras seladas e cabeços da ilha. Os agricultores de Santo Antão vão poder, finalmente, comercializar seus produtos nas ilhas do Sal e Boa Vista, pondo fim a mais de vinte anos de quarentena por causa dos malditinhos milpés. Ahh, malditinhos não, são malditões! Imaginem, então, um bicho que resistiu mais de duas décadas à tudo e todos! Nem governos, nem governantes, nem presidentes, enfim nenhuma autoridade pôde, ao longo de todo esse tempo, arranjar forma de dominar o pirralho para assim poder levantar o embargo. Nem as antigas Milícias, nem as FARP, nem a POP e nem a PN conseguiu, ao longo de todos esses anos, barrar a passagem desses bichinhos na fronteira? Que força, hein!

Agora que somos PDM vamos, finalmente, conseguir criar um centro de expurgo para a PDM. Não se assuste, este 2º PDM refere-se à Praga Dos Milpés.

2 comentários:

djoyamado disse...

Bem sakado kel bu ideia de analogia pa PDM. N-sta spera ma agricultoris di ilha ta tra proveito di es novidadi. És mereci.

N-ta aproveita ki es dias ki n-sta precisamenti na bu ilha, y pa nflau di li di InfoServ (cyber di Ribeira Grandi)ma bu blog sta kampion y djan n-poi um obrigatório link del la na Djaroz.blogspot.com.

Um abrassu.

(oji noti n-sta bai fazi uma tocatina bedjo ku Ká y Titita la na Ledera d'Sentissima. Dipos n-ta poi na Djaroz modi ki kuzas bai).

Benvindo Neves disse...

Opá, aproveitá pa desfrutá um bocód da ilha.
boa estadia, pa!

Obs:ca bo cabá quel gruguin,hahaha (brincadeira)