04 julho 2008

Queijo

Ao referir, no post anterior, à "casca" de queijo lembrei-me das farras que fazíamos na ilha: queijo com pão, comprado lá na casa de Nha Guida. As quartas-feiras aguardávamos ansiosos a chegada da senhora que ia à Lagoa abastecer de queijo fresquinho para depois comprarmos a 120 escudos unidade.

Hoje o cenário está mais complicado. Chuva escasseia-se, pasto nada, queijo nem vê-lo, ou se há, o preço dispara. O cenário é tão desolador que a fábrica de queijo de Porto Novo teve mesmo que interromper a actividade, como se relata aqui.
Ontem a chuva falou mantenha. Oxalá seja o prenúncio de um bom ano agrícola para que possamos ter pasto à-vontade e queijo inguêrrnel, quanto mais não seja para não voltarmos a contar estórias como esta.

1 comentário:

vera disse...

oh k vonted de kmé um kijim desse. sodede eh dmés