02 março 2012

D'pôs d'Carnaval



Não sou propriamente um grande apreciador do Carnaval, mas confesso que fico maravilhado com os andores que se apresentam nos desfiles, nalguns lugares mais elaborados que outros, é certo, mas sempre reveladores de muito talento. Desde diazá que oiço falar na necessidade de se criar museus ou coisa parecida para preservar parte dos trabalhos (autênticas obras de arte) que se produzem por ocasião da festa do entrudo. Ouvi este ano o Ministro da Cultura a dizer, em São Nicolau, que talvez a melhor opção seja conservar alguns trabalhos em miniatura e guardar parte das peças (trajes, por exemplo). 
Adorei aquilo que fizeram na Ponta do Sol, há poucos anos atrás. Recuperaram este andor, deram-no um tratamento especial e com muita imaginação colocara-no por cima da ilhota la na Prainha. O mergulhador deu uma grande style à Prainha, sim senhor, pa!

3 comentários:

Megs disse...

Ficou mesmo imdo BCN. Só tu mesmo para trazer-nos estes achados.

RCNeves disse...

Pois é, uma maneira criativa e interessante de aproveitar as coisas lindas feitas com muito suor e algum/muito dinheiro e que muitas vezes só servem para um dia! A ideia de um museu seria muito interessante, sendo uma outra forma de mostrar esse produto turístico que é o Carnaval.
Um Abraço Bróda. Oiá M te sôdéd de quês kôsa/gente simples de nôs sintédes!

Benvindo Chantre Neves disse...

Bigado, Megs!

Broda Neves, realmente um te estód um bkédin fóstód dess refúgio ma um te prometê bem ei més vez bem esprajá.

Merci pa visitas, sempre inspiradoras de novas postagens