18 março 2008

Um vôo para Santo Antão

O incidente que envolveu Jorge Santos e José Maria Neves, por altura da inauguração do Santantão Art Resort terá surgido tendo como pano de fundo a questão do possível novo aeroporto para Santo Antão. A ilha, que já não se recorda da forma de um aviunzin como certo dia escrevemos aqui, em materia de aeroportos por enquanto apenas serve de palco para incidente. Agora, não seria bonito que esse quiproquo fosse ultrapassado no dia da inauguração de um aeroporto em Santo Antão? Estou a imaginar o JMN e o JS no vôo inaugural sentados lado a lado em amena cavaqueira, momentos antes da aterragem do avião:
JMN - "Anton, Tchoriss, bu ta lembra di quel dia qui bu tchoma'n 'mentiroso' li na Porto Novo, precisamenti por causa di aeroporto?
JS - Adé Zemas, inda bo ti te lembrá dess cosa? Aquilo já é passód, moss!! Gora ê so voá...
JMN - bu ten razon! E ..hoji cuzê qui ta sai?
JS - Um groguin lá de Coculi, queijo de Lagoa, pontche de Paúl... ó zemas bo tinha dzid que, pa nôs, Aeroporto não era prioridade, mas hoje e'm te dzê que prioridade é festa, heheheh
OBS: Os dois protagonista não não estão na política activa

3 comentários:

Voz na Pedra disse...

Oi Benvindo, npasa li pa konxi n'atxa fixi. Odja bu blog ka teni RSS. Djobi na area di konfigurason modi ki bu teni bus feeds. Asi nu ta podi sabi kuse bu ta publika.

Bali, forsa la
TD

Bôltchor Beltazar Dô Cruz Pólina (Conjudi pudér Déuxe) disse...

hahahahaha...hehehehe...iiiii.. Jam tava t'otxób de dlêtá..Boa..moda mi boltchor te dzé...Bemdzide! bô ê bençoóde...CV mxté de bô..

Benvindo Neves disse...

Merci pe bos palavra, Boltchôr
kel braça