29 abril 2008

150 anos da Praia com olhar sampadjud

Hoje, Sinta10 contorna um pouco a sua linha editorial, assente em esgrovetá Santo Antão de lés a lés, para escrever duas linhas sobre a Cidade da Praia, que completa 150 anos.


Cheguei à Praia em Outubro de 2002. Na altura a cidade tinha 144 anos. Cedo interessei-me por conhecer melhor a capital do país, andei muito a pé, conheci pessoas de diversas proveniências, fiz solilóquios junto ao mar (como aquele nosso poeta) ; quis partir mesmo sabendo que tinha que ficar; enfim tive mil sentimentos. Aprendi a amar a cidade, e hoje, depois do meu Sinta10, aqui é onde mais gosto de estar.
Aprecio o que de bom a Praia tem para oferecer aos habitantes e, embora possa parecer pouco, a Praia tem muitos encantos.
- A nadar já fui duas vezes ao Ilhéu de Santa Maria (que bom! de certeza que lá irei mais vezes)

- Fui muitas vezes de manhã à Quebra Canela (há muito que não vou, não sei bem porquê, mas adoro a praia)

- Vou à tardinha ao Plateau e curto sem manhã a azáfama que inunda as principais ruas do bairro (mesma coisa observo no Sucupira)

- Enfim, coisas aparentemente banais... (mas tenho a mania de querer ver tudo em quase nada)

Gosto da cidade... e nestes 6 anos de convivência com a velhinha (?) que agora faz 150 anos, já aprendi muito. Sim porque gosto de escutá-la, apreciar o seu semblante, conviver com ela... Parabéns à Cidade da Praia
Foto: expressodasilhas.cv

1 comentário:

Bôltchor Dô Cruz Pólina (Conjudi pudér Déuxe) disse...

hummmm..bo ti te da bediu graxa moce?hahaha..brincadera..boa vida repéz..Plateau, quebra canela, ilheu de santa maria..queria eu! vzita nhe ultima estora ne bemdzide.. Abrace..Boltchor.